Plano de Providências Permanente - Recomendações expedidas pela AUDIN

Com a revisão e assinatura do Relatório de Auditoria Interna pelo Auditor Titular,  o instrumento é enviado, por meio de processo administrativo, ao Conselho Universitário para apreciação e ciência. Em seguida, após retorno do Relatório de Auditoria da Presidência do Conselho Universitário da UFRPE, a Auditoria Interna encaminha o Relatório de Auditoria e o Plano de Providências Permanente aos setores para adoção de providências, os quais têm prazo de resposta de 30 dias para encaminhar à Audin as providências a serem adotadas e o prazo de atendimento para implementação da recomendação.

Em paralelo os responsáveis pela elaboração dos Relatórios de Auditoria se reúnem com os setores para tirar dúvidas e discutir sobre as providências que precisam ser adotadas (reunião de follow-up). No decorrer do prazo de atendimento contido no Plano de Providências e em execução das atividades de auditoria prevista no PAINT, a unidade de auditoria interna acompanha os estágios de implementação das recomendações pelos setores e encerra o seu monitoramento, caso a recomendação tenha sido implementada, ou, caso contrário, mantém a recomendação pendente para posterior monitoramento. Enfatizamos que o procedimento acima também é o mesmo aplicado para as recomendações contidas em Notas de Auditoria.

Clique aqui - Planiha contendo o status de cada recomendação expedida pela unidade de Auditoria Interna da UFRPE.